Sábado, 20 de Outubro de 2007

Rio de Moinhos Resenha Historica Casas Nobres

Algumas Casas Nobres
Há nesta freguesia as seguintes
A Casa da Fonte foi vínculo instituído pelo capitão João Barbosa Pinheiro e sua esposa D. Catarina Feijó, passou depois a família Teixeira Coelho pelo Casamento de D. Vitoria Ventura Barbosa de Castro com Caetano Teixeira Coelho que eram os senhores dela em 1732.
Depois pertenceu ao Abade Bernardino de Souza Pontes que a comprou a Teixeira Coelho desta Vila.
Em 1836 vivia nela  Caetano Teixeira Coelho viúvo de D. Clara Maria de Araújo Figueiredo
Esta quinta situava-se muito perto da Igreja Paroquial mais exactamente no lugar da Cruz
 
A Casa de Barreiros esta com Capela de N. Senhora dos Remédios
 Foi instituída pelo abade Pedro de Souza Machado como já disse.
 Era de Manuel Galvão Lyra, filho de José António Galvão e de D. Maria Joaquina Souza Lyra, depois pertenceu a José Manuel de Brito Dantas e esposa D. Maria Custodia Barreiros.
Em 1759 era de Francisco dos Reis Pereira de Castro em 1820 era de Baltazar de Sousa Araújo e hoje dos herdeiros descendentes da família dos Barreiros esta quinta esta bastante danificada e abandonada aqui nesta imensa propriedade ainda entre os anos 1900 e 1950 vinham imensas pessoas trabalhar apenas pelo comer pois nos trabalhos aqui efectuados a comida e bebida era abundante e á descrição e isso é muito recordado ainda hoje pelos habitantes da freguesia
 
A Casa de Recilhe
Era em 1796 do Capitão Gonçalo Rodrigues Alvares hoje pertence a família Pimenta de Castro e mora nesta casa e quinta João Pereira Rodrigues e família.
A Casa da Cruz
Foi senhor desta casa o Alferes porta-bandeira do Regimento de Melicias dos Arcos Manuel Pereira que fez o cerco do Porto.
Hoje esta casa pertence ao senhor Emílio Rodrigues Araújo emigrante na Suiça, esta casa de nome casa da Cruz por muito estranho que pareça encontra-se no lugar de Vinha Nova que se situa na parte inferior da freguesia,
 E o respectivo lugar da Cruz è na parte superior da freguesia
A Casa do Monte esta também com capela de Santo António como a traz referimos
Em 1722 esta casa era de Domingos de Barros e Mulher D. Catarina de Araújo Coelho depois de Manuel de Barros Coelho que foi Regedor desta freguesia em 1928, este era irmão do Padre João de Barros Coelho Abade de Guilhadeses e de Vicente de Barros Coelho director do Correio em Vila Bela no Estado do Mato Grosso no Brasil.
Foram senhores dela José Narciso de Barros Coelho que casou com D. Angelina de Araújo Pereira Coelho em 1863, ele faleceu a 23 de Fevereiro de 1913 e a esposa a 29 de Abril de 1901.
 Hoje esta casa pertence aos herdeiros de Maria das Dores Machado Lopes Amorim
A Casa do Regueiro esta com Capela igualmente
 Foi do Juiz de fora da Vila dos Arcos que era o Sr. Francisco José de Azevedo Lemos depois de José Maria de Azevedo Peixoto desta vila e que a venderam em 1891 a Domingos José de Barros e hoje dos herdeiros de Manuel Dantas de Barros Lima que foi igualmente aqui professor nesta freguesia em 1928
 
A casa da Torre
Esta casa e quinta da Torre segundo vários documentos consultados pode estar ligada a uma das mais nobres famílias do Norte de Portugal pois ela pertenceu ao Visconde de S. Paio dos Arcos
 Esta quinta e casa da Torre era em 1863 de Alexandre de Azevedo Araújo Gama e de sua esposa D. Maria Cândida de Vasconcelos que depois a venderam a ao Sr. José de Araújo Pereira, tinham estes herdado essa casa do Visconde de S. Paio dos Arcos.
 Nos últimos anos esta casa e quinta foi propriedade do Sr. António Brito e depois dos herdeiros deste, hoje esta casa da Torre foi adquirida por uma imobiliária quanto aos terrenos desta mesma quinta foram comprados por uma família de Rio de Moinhos
 
A Quinta de Rebelo
A quinta de Rebelo também ela pertenceu a uma altíssima Família Nobre e segundo apuramos era praticamente todo o actual lugar de Rebelo uma só propriedade e que pertencia ao Sr. António Luís da Costa Pereira de Vilhena Coutinho que era fidalgo da Casa Real cavaleiro professo da Ordem de Cristo e esposa D. Doroteia de Noronha Menezes Portugal da casa do Campo dos Touros em Braga
Há ainda no lugar da Breia
 Uma casa que pertencente ao Sr. José António Fernandes, esta casa em tempos remotos servia de pousada aos peregrinos dos Caminhos de S. Tiago e todos que por ali passavam com as carroças cavalos e feirantes era como um posto de repouso e abastecimento para Homens e Animais para recuperarem forças, no portal da entrada por onde rodas de carroças eram obrigadas a passar devido a entrada bastante estreita tem as pedras com cavidades profundas e muito trilhadas pelas mesmas rodas que eram de ferro
 O dito caminho da Breia que passa junto a casa e atravessa este lugar da Breia era a estrada Real n. 1 que depois de atravessar este lugar descia em direcção das ínsuas de fundões e ôla e depois voltava a subir em direcção de pogido até Arcos de Valdevez
 
Algumas Casas Nobres
Há nesta freguesia as seguintes
A Casa da Fonte foi vínculo instituído pelo capitão João Barbosa Pinheiro e sua esposa D. Catarina Feijó, passou depois a família Teixeira Coelho pelo Casamento de D. Vitoria Ventura Barbosa de Castro com Caetano Teixeira Coelho que eram os senhores dela em 1732.
Depois pertenceu ao Abade Bernardino de Souza Pontes que a comprou a Teixeira Coelho desta Vila.
Em 1836 vivia nela  Caetano Teixeira Coelho viúvo de D. Clara Maria de Araújo Figueiredo
Esta quinta situava-se muito perto da Igreja Paroquial mais exactamente no lugar da Cruz
 
A Casa de Barreiros esta com Capela de N. Senhora dos Remédios
 Foi instituída pelo abade Pedro de Souza Machado como já disse.
 Era de Manuel Galvão Lyra, filho de José António Galvão e de D. Maria Joaquina Souza Lyra, depois pertenceu a José Manuel de Brito Dantas e esposa D. Maria Custodia Barreiros.
Em 1759 era de Francisco dos Reis Pereira de Castro em 1820 era de Baltazar de Sousa Araújo e hoje dos herdeiros descendentes da família dos Barreiros esta quinta esta bastante danificada e abandonada aqui nesta imensa propriedade ainda entre os anos 1900 e 1950 vinham imensas pessoas trabalhar apenas pelo comer pois nos trabalhos aqui efectuados a comida e bebida era abundante e á descrição e isso é muito recordado ainda hoje pelos habitantes da freguesia
 
A Casa de Recilhe
Era em 1796 do Capitão Gonçalo Rodrigues Alvares hoje pertence a família Pimenta de Castro e mora nesta casa e quinta João Pereira Rodrigues e família.
A Casa da Cruz
Foi senhor desta casa o Alferes porta-bandeira do Regimento de Melicias dos Arcos Manuel Pereira que fez o cerco do Porto.
Hoje esta casa pertence ao senhor Emílio Rodrigues Araújo emigrante na Suiça, esta casa de nome casa da Cruz por muito estranho que pareça encontra-se no lugar de Vinha Nova que se situa na parte inferior da freguesia,
 E o respectivo lugar da Cruz è na parte superior da freguesia
A Casa do Monte esta também com capela de Santo António como a traz referimos
Em 1722 esta casa era de Domingos de Barros e Mulher D. Catarina de Araújo Coelho depois de Manuel de Barros Coelho que foi Regedor desta freguesia em 1928, este era irmão do Padre João de Barros Coelho Abade de Guilhadeses e de Vicente de Barros Coelho director do Correio em Vila Bela no Estado do Mato Grosso no Brasil.
Foram senhores dela José Narciso de Barros Coelho que casou com D. Angelina de Araújo Pereira Coelho em 1863, ele faleceu a 23 de Fevereiro de 1913 e a esposa a 29 de Abril de 1901.
 Hoje esta casa pertence aos herdeiros de Maria das Dores Machado Lopes Amorim
A Casa do Regueiro esta com Capela igualmente
 Foi do Juiz de fora da Vila dos Arcos que era o Sr. Francisco José de Azevedo Lemos depois de José Maria de Azevedo Peixoto desta vila e que a venderam em 1891 a Domingos José de Barros e hoje dos herdeiros de Manuel Dantas de Barros Lima que foi igualmente aqui professor nesta freguesia em 1928
 
A casa da Torre
Esta casa e quinta da Torre segundo vários documentos consultados pode estar ligada a uma das mais nobres famílias do Norte de Portugal pois ela pertenceu ao Visconde de S. Paio dos Arcos
 Esta quinta e casa da Torre era em 1863 de Alexandre de Azevedo Araújo Gama e de sua esposa D. Maria Cândida de Vasconcelos que depois a venderam a ao Sr. José de Araújo Pereira, tinham estes herdado essa casa do Visconde de S. Paio dos Arcos.
 Nos últimos anos esta casa e quinta foi propriedade do Sr. António Brito e depois dos herdeiros deste, hoje esta casa da Torre foi adquirida por uma imobiliária quanto aos terrenos desta mesma quinta foram comprados por uma família de Rio de Moinhos
 
A Quinta de Rebelo
A quinta de Rebelo também ela pertenceu a uma altíssima Família Nobre e segundo apuramos era praticamente todo o actual lugar de Rebelo uma só propriedade e que pertencia ao Sr. António Luís da Costa Pereira de Vilhena Coutinho que era fidalgo da Casa Real cavaleiro professo da Ordem de Cristo e esposa D. Doroteia de Noronha Menezes Portugal da casa do Campo dos Touros em Braga
Há ainda no lugar da Breia
 Uma casa que pertencente ao Sr. José António Fernandes, esta casa em tempos remotos servia de pousada aos peregrinos dos Caminhos de S. Tiago e todos que por ali passavam com as carroças cavalos e feirantes era como um posto de repouso e abastecimento para Homens e Animais para recuperarem forças, no portal da entrada por onde rodas de carroças eram obrigadas a passar devido a entrada bastante estreita tem as pedras com cavidades profundas e muito trilhadas pelas mesmas rodas que eram de ferro
 O dito caminho da Breia que passa junto a casa e atravessa este lugar da Breia era a estrada Real n. 1 que depois de atravessar este lugar descia em direcção das ínsuas de fundões e ôla e depois voltava a subir em direcção de pogido até Arcos de Valdevez
 
Algumas Casas Nobres
Há nesta freguesia as seguintes
A Casa da Fonte foi vínculo instituído pelo capitão João Barbosa Pinheiro e sua esposa D. Catarina Feijó, passou depois a família Teixeira Coelho pelo Casamento de D. Vitoria Ventura Barbosa de Castro com Caetano Teixeira Coelho que eram os senhores dela em 1732.
Depois pertenceu ao Abade Bernardino de Souza Pontes que a comprou a Teixeira Coelho desta Vila.
Em 1836 vivia nela  Caetano Teixeira Coelho viúvo de D. Clara Maria de Araújo Figueiredo
Esta quinta situava-se muito perto da Igreja Paroquial mais exactamente no lugar da Cruz
 
A Casa de Barreiros esta com Capela de N. Senhora dos Remédios
 Foi instituída pelo abade Pedro de Souza Machado como já disse.
 Era de Manuel Galvão Lyra, filho de José António Galvão e de D. Maria Joaquina Souza Lyra, depois pertenceu a José Manuel de Brito Dantas e esposa D. Maria Custodia Barreiros.
Em 1759 era de Francisco dos Reis Pereira de Castro em 1820 era de Baltazar de Sousa Araújo e hoje dos herdeiros descendentes da família dos Barreiros esta quinta esta bastante danificada e abandonada aqui nesta imensa propriedade ainda entre os anos 1900 e 1950 vinham imensas pessoas trabalhar apenas pelo comer pois nos trabalhos aqui efectuados a comida e bebida era abundante e á descrição e isso é muito recordado ainda hoje pelos habitantes da freguesia
 
A Casa de Recilhe
Era em 1796 do Capitão Gonçalo Rodrigues Alvares hoje pertence a família Pimenta de Castro e mora nesta casa e quinta João Pereira Rodrigues e família.
A Casa da Cruz
Foi senhor desta casa o Alferes porta-bandeira do Regimento de Melicias dos Arcos Manuel Pereira que fez o cerco do Porto.
Hoje esta casa pertence ao senhor Emílio Rodrigues Araújo emigrante na Suiça, esta casa de nome casa da Cruz por muito estranho que pareça encontra-se no lugar de Vinha Nova que se situa na parte inferior da freguesia,
 E o respectivo lugar da Cruz è na parte superior da freguesia
A Casa do Monte esta também com capela de Santo António como a traz referimos
Em 1722 esta casa era de Domingos de Barros e Mulher D. Catarina de Araújo Coelho depois de Manuel de Barros Coelho que foi Regedor desta freguesia em 1928, este era irmão do Padre João de Barros Coelho Abade de Guilhadeses e de Vicente de Barros Coelho director do Correio em Vila Bela no Estado do Mato Grosso no Brasil.
Foram senhores dela José Narciso de Barros Coelho que casou com D. Angelina de Araújo Pereira Coelho em 1863, ele faleceu a 23 de Fevereiro de 1913 e a esposa a 29 de Abril de 1901.
 Hoje esta casa pertence aos herdeiros de Maria das Dores Machado Lopes Amorim
A Casa do Regueiro esta com Capela igualmente
 Foi do Juiz de fora da Vila dos Arcos que era o Sr. Francisco José de Azevedo Lemos depois de José Maria de Azevedo Peixoto desta vila e que a venderam em 1891 a Domingos José de Barros e hoje dos herdeiros de Manuel Dantas de Barros Lima que foi igualmente aqui professor nesta freguesia em 1928
 
A casa da Torre
Esta casa e quinta da Torre segundo vários documentos consultados pode estar ligada a uma das mais nobres famílias do Norte de Portugal pois ela pertenceu ao Visconde de S. Paio dos Arcos
 Esta quinta e casa da Torre era em 1863 de Alexandre de Azevedo Araújo Gama e de sua esposa D. Maria Cândida de Vasconcelos que depois a venderam a ao Sr. José de Araújo Pereira, tinham estes herdado essa casa do Visconde de S. Paio dos Arcos.
 Nos últimos anos esta casa e quinta foi propriedade do Sr. António Brito e depois dos herdeiros deste, hoje esta casa da Torre foi adquirida por uma imobiliária quanto aos terrenos desta mesma quinta foram comprados por uma família de Rio de Moinhos
 
A Quinta de Rebelo
A quinta de Rebelo também ela pertenceu a uma altíssima Família Nobre e segundo apuramos era praticamente todo o actual lugar de Rebelo uma só propriedade e que pertencia ao Sr. António Luís da Costa Pereira de Vilhena Coutinho que era fidalgo da Casa Real cavaleiro professo da Ordem de Cristo e esposa D. Doroteia de Noronha Menezes Portugal da casa do Campo dos Touros em Braga
Há ainda no lugar da Breia
 Uma casa que pertencente ao Sr. José António Fernandes, esta casa em tempos remotos servia de pousada aos peregrinos dos Caminhos de S. Tiago e todos que por ali passavam com as carroças cavalos e feirantes era como um posto de repouso e abastecimento para Homens e Animais para recuperarem forças, no portal da entrada por onde rodas de carroças eram obrigadas a passar devido a entrada bastante estreita tem as pedras com cavidades profundas e muito trilhadas pelas mesmas rodas que eram de ferro
 O dito caminho da Breia que passa junto a casa e atravessa este lugar da Breia era a estrada Real n. 1 que depois de atravessar este lugar descia em direcção das ínsuas de fundões e ôla e depois voltava a subir em direcção de pogido até Arcos de Valdevez
 
Algumas Casas Nobres
Há nesta freguesia as seguintes
A Casa da Fonte foi vínculo instituído pelo capitão João Barbosa Pinheiro e sua esposa D. Catarina Feijó, passou depois a família Teixeira Coelho pelo Casamento de D. Vitoria Ventura Barbosa de Castro com Caetano Teixeira Coelho que eram os senhores dela em 1732.
Depois pertenceu ao Abade Bernardino de Souza Pontes que a comprou a Teixeira Coelho desta Vila.
Em 1836 vivia nela  Caetano Teixeira Coelho viúvo de D. Clara Maria de Araújo Figueiredo
Esta quinta situava-se muito perto da Igreja Paroquial mais exactamente no lugar da Cruz
 
A Casa de Barreiros esta com Capela de N. Senhora dos Remédios
 Foi instituída pelo abade Pedro de Souza Machado como já disse.
 Era de Manuel Galvão Lyra, filho de José António Galvão e de D. Maria Joaquina Souza Lyra, depois pertenceu a José Manuel de Brito Dantas e esposa D. Maria Custodia Barreiros.
Em 1759 era de Francisco dos Reis Pereira de Castro em 1820 era de Baltazar de Sousa Araújo e hoje dos herdeiros descendentes da família dos Barreiros esta quinta esta bastante danificada e abandonada aqui nesta imensa propriedade ainda entre os anos 1900 e 1950 vinham imensas pessoas trabalhar apenas pelo comer pois nos trabalhos aqui efectuados a comida e bebida era abundante e á descrição e isso é muito recordado ainda hoje pelos habitantes da freguesia
 
A Casa de Recilhe
Era em 1796 do Capitão Gonçalo Rodrigues Alvares hoje pertence a família Pimenta de Castro e mora nesta casa e quinta João Pereira Rodrigues e família.
A Casa da Cruz
Foi senhor desta casa o Alferes porta-bandeira do Regimento de Melicias dos Arcos Manuel Pereira que fez o cerco do Porto.
Hoje esta casa pertence ao senhor Emílio Rodrigues Araújo emigrante na Suiça, esta casa de nome casa da Cruz por muito estranho que pareça encontra-se no lugar de Vinha Nova que se situa na parte inferior da freguesia,
 E o respectivo lugar da Cruz è na parte superior da freguesia
A Casa do Monte esta também com capela de Santo António como a traz referimos
Em 1722 esta casa era de Domingos de Barros e Mulher D. Catarina de Araújo Coelho depois de Manuel de Barros Coelho que foi Regedor desta freguesia em 1928, este era irmão do Padre João de Barros Coelho Abade de Guilhadeses e de Vicente de Barros Coelho director do Correio em Vila Bela no Estado do Mato Grosso no Brasil.
Foram senhores dela José Narciso de Barros Coelho que casou com D. Angelina de Araújo Pereira Coelho em 1863, ele faleceu a 23 de Fevereiro de 1913 e a esposa a 29 de Abril de 1901.
 Hoje esta casa pertence aos herdeiros de Maria das Dores Machado Lopes Amorim
A Casa do Regueiro esta com Capela igualmente
 Foi do Juiz de fora da Vila dos Arcos que era o Sr. Francisco José de Azevedo Lemos depois de José Maria de Azevedo Peixoto desta vila e que a venderam em 1891 a Domingos José de Barros e hoje dos herdeiros de Manuel Dantas de Barros Lima que foi igualmente aqui professor nesta freguesia em 1928
 
A casa da Torre
Esta casa e quinta da Torre segundo vários documentos consultados pode estar ligada a uma das mais nobres famílias do Norte de Portugal pois ela pertenceu ao Visconde de S. Paio dos Arcos
 Esta quinta e casa da Torre era em 1863 de Alexandre de Azevedo Araújo Gama e de sua esposa D. Maria Cândida de Vasconcelos que depois a venderam a ao Sr. José de Araújo Pereira, tinham estes herdado essa casa do Visconde de S. Paio dos Arcos.
 Nos últimos anos esta casa e quinta foi propriedade do Sr. António Brito e depois dos herdeiros deste, hoje esta casa da Torre foi adquirida por uma imobiliária quanto aos terrenos desta mesma quinta foram comprados por uma família de Rio de Moinhos
 
A Quinta de Rebelo
A quinta de Rebelo também ela pertenceu a uma altíssima Família Nobre e segundo apuramos era praticamente todo o actual lugar de Rebelo uma só propriedade e que pertencia ao Sr. António Luís da Costa Pereira de Vilhena Coutinho que era fidalgo da Casa Real cavaleiro professo da Ordem de Cristo e esposa D. Doroteia de Noronha Menezes Portugal da casa do Campo dos Touros em Braga
Há ainda no lugar da Breia
 Uma casa que pertencente ao Sr. José António Fernandes, esta casa em tempos remotos servia de pousada aos peregrinos dos Caminhos de S. Tiago e todos que por ali passavam com as carroças cavalos e feirantes era como um posto de repouso e abastecimento para Homens e Animais para recuperarem forças, no portal da entrada por onde rodas de carroças eram obrigadas a passar devido a entrada bastante estreita tem as pedras com cavidades profundas e muito trilhadas pelas mesmas rodas que eram de ferro
 O dito caminho da Breia que passa junto a casa e atravessa este lugar da Breia era a estrada Real n. 1 que depois de atravessar este lugar descia em direcção das ínsuas de fundões e ôla e depois voltava a subir em direcção de pogido até Arcos de Valdevez
 
Algumas Casas Nobres
Há nesta freguesia as seguintes
A Casa da Fonte foi vínculo instituído pelo capitão João Barbosa Pinheiro e sua esposa D. Catarina Feijó, passou depois a família Teixeira Coelho pelo Casamento de D. Vitoria Ventura Barbosa de Castro com Caetano Teixeira Coelho que eram os senhores dela em 1732.
Depois pertenceu ao Abade Bernardino de Souza Pontes que a comprou a Teixeira Coelho desta Vila.
Em 1836 vivia nela  Caetano Teixeira Coelho viúvo de D. Clara Maria de Araújo Figueiredo
Esta quinta situava-se muito perto da Igreja Paroquial mais exactamente no lugar da Cruz
 
A Casa de Barreiros esta com Capela de N. Senhora dos Remédios
 Foi instituída pelo abade Pedro de Souza Machado como já disse.
 Era de Manuel Galvão Lyra, filho de José António Galvão e de D. Maria Joaquina Souza Lyra, depois pertenceu a José Manuel de Brito Dantas e esposa D. Maria Custodia Barreiros.
Em 1759 era de Francisco dos Reis Pereira de Castro em 1820 era de Baltazar de Sousa Araújo e hoje dos herdeiros descendentes da família dos Barreiros esta quinta esta bastante danificada e abandonada aqui nesta imensa propriedade ainda entre os anos 1900 e 1950 vinham imensas pessoas trabalhar apenas pelo comer pois nos trabalhos aqui efectuados a comida e bebida era abundante e á descrição e isso é muito recordado ainda hoje pelos habitantes da freguesia
 
A Casa de Recilhe
Era em 1796 do Capitão Gonçalo Rodrigues Alvares hoje pertence a família Pimenta de Castro e mora nesta casa e quinta João Pereira Rodrigues e família.
A Casa da Cruz
Foi senhor desta casa o Alferes porta-bandeira do Regimento de Melicias dos Arcos Manuel Pereira que fez o cerco do Porto.
Hoje esta casa pertence ao senhor Emílio Rodrigues Araújo emigrante na Suiça, esta casa de nome casa da Cruz por muito estranho que pareça encontra-se no lugar de Vinha Nova que se situa na parte inferior da freguesia,
 E o respectivo lugar da Cruz è na parte superior da freguesia
A Casa do Monte esta também com capela de Santo António como a traz referimos
Em 1722 esta casa era de Domingos de Barros e Mulher D. Catarina de Araújo Coelho depois de Manuel de Barros Coelho que foi Regedor desta freguesia em 1928, este era irmão do Padre João de Barros Coelho Abade de Guilhadeses e de Vicente de Barros Coelho director do Correio em Vila Bela no Estado do Mato Grosso no Brasil.
Foram senhores dela José Narciso de Barros Coelho que casou com D. Angelina de Araújo Pereira Coelho em 1863, ele faleceu a 23 de Fevereiro de 1913 e a esposa a 29 de Abril de 1901.
 Hoje esta casa pertence aos herdeiros de Maria das Dores Machado Lopes Amorim
A Casa do Regueiro esta com Capela igualmente
 Foi do Juiz de fora da Vila dos Arcos que era o Sr. Francisco José de Azevedo Lemos depois de José Maria de Azevedo Peixoto desta vila e que a venderam em 1891 a Domingos José de Barros e hoje dos herdeiros de Manuel Dantas de Barros Lima que foi igualmente aqui professor nesta freguesia em 1928
 
A casa da Torre
Esta casa e quinta da Torre segundo vários documentos consultados pode estar ligada a uma das mais nobres famílias do Norte de Portugal pois ela pertenceu ao Visconde de S. Paio dos Arcos
 Esta quinta e casa da Torre era em 1863 de Alexandre de Azevedo Araújo Gama e de sua esposa D. Maria Cândida de Vasconcelos que depois a venderam a ao Sr. José de Araújo Pereira, tinham estes herdado essa casa do Visconde de S. Paio dos Arcos.
 Nos últimos anos esta casa e quinta foi propriedade do Sr. António Brito e depois dos herdeiros deste, hoje esta casa da Torre foi adquirida por uma imobiliária quanto aos terrenos desta mesma quinta foram comprados por uma família de Rio de Moinhos
 
A Quinta de Rebelo
A quinta de Rebelo também ela pertenceu a uma altíssima Família Nobre e segundo apuramos era praticamente todo o actual lugar de Rebelo uma só propriedade e que pertencia ao Sr. António Luís da Costa Pereira de Vilhena Coutinho que era fidalgo da Casa Real cavaleiro professo da Ordem de Cristo e esposa D. Doroteia de Noronha Menezes Portugal da casa do Campo dos Touros em Braga
Há ainda no lugar da Breia
 Uma casa que pertencente ao Sr. José António Fernandes, esta casa em tempos remotos servia de pousada aos peregrinos dos Caminhos de S. Tiago e todos que por ali passavam com as carroças cavalos e feirantes era como um posto de repouso e abastecimento para Homens e Animais para recuperarem forças, no portal da entrada por onde rodas de carroças eram obrigadas a passar devido a entrada bastante estreita tem as pedras com cavidades profundas e muito trilhadas pelas mesmas rodas que eram de ferro
 O dito caminho da Breia que passa junto a casa e atravessa este lugar da Breia era a estrada Real n. 1 que depois de atravessar este lugar descia em direcção das ínsuas de fundões e ôla e depois voltava a subir em direcção de pogido até Arcos de Valdevez
 
Algumas Casas Nobres
Há nesta freguesia as seguintes
A Casa da Fonte foi vínculo instituído pelo capitão João Barbosa Pinheiro e sua esposa D. Catarina Feijó, passou depois a família Teixeira Coelho pelo Casamento de D. Vitoria Ventura Barbosa de Castro com Caetano Teixeira Coelho que eram os senhores dela em 1732.
Depois pertenceu ao Abade Bernardino de Souza Pontes que a comprou a Teixeira Coelho desta Vila.
Em 1836 vivia nela  Caetano Teixeira Coelho viúvo de D. Clara Maria de Araújo Figueiredo
Esta quinta situava-se muito perto da Igreja Paroquial mais exactamente no lugar da Cruz
 
A Casa de Barreiros esta com Capela de N. Senhora dos Remédios
 Foi instituída pelo abade Pedro de Souza Machado como já disse.
 Era de Manuel Galvão Lyra, filho de José António Galvão e de D. Maria Joaquina Souza Lyra, depois pertenceu a José Manuel de Brito Dantas e esposa D. Maria Custodia Barreiros.
Em 1759 era de Francisco dos Reis Pereira de Castro em 1820 era de Baltazar de Sousa Araújo e hoje dos herdeiros descendentes da família dos Barreiros esta quinta esta bastante danificada e abandonada aqui nesta imensa propriedade ainda entre os anos 1900 e 1950 vinham imensas pessoas trabalhar apenas pelo comer pois nos trabalhos aqui efectuados a comida e bebida era abundante e á descrição e isso é muito recordado ainda hoje pelos habitantes da freguesia
 
A Casa de Recilhe
Era em 1796 do Capitão Gonçalo Rodrigues Alvares hoje pertence a família Pimenta de Castro e mora nesta casa e quinta João Pereira Rodrigues e família.
A Casa da Cruz
Foi senhor desta casa o Alferes porta-bandeira do Regimento de Melicias dos Arcos Manuel Pereira que fez o cerco do Porto.
Hoje esta casa pertence ao senhor Emílio Rodrigues Araújo emigrante na Suiça, esta casa de nome casa da Cruz por muito estranho que pareça encontra-se no lugar de Vinha Nova que se situa na parte inferior da freguesia,
 E o respectivo lugar da Cruz è na parte superior da freguesia
A Casa do Monte esta também com capela de Santo António como a traz referimos
Em 1722 esta casa era de Domingos de Barros e Mulher D. Catarina de Araújo Coelho depois de Manuel de Barros Coelho que foi Regedor desta freguesia em 1928, este era irmão do Padre João de Barros Coelho Abade de Guilhadeses e de Vicente de Barros Coelho director do Correio em Vila Bela no Estado do Mato Grosso no Brasil.
Foram senhores dela José Narciso de Barros Coelho que casou com D. Angelina de Araújo Pereira Coelho em 1863, ele faleceu a 23 de Fevereiro de 1913 e a esposa a 29 de Abril de 1901.
 Hoje esta casa pertence aos herdeiros de Maria das Dores Machado Lopes Amorim
A Casa do Regueiro esta com Capela igualmente
 Foi do Juiz de fora da Vila dos Arcos que era o Sr. Francisco José de Azevedo Lemos depois de José Maria de Azevedo Peixoto desta vila e que a venderam em 1891 a Domingos José de Barros e hoje dos herdeiros de Manuel Dantas de Barros Lima que foi igualmente aqui professor nesta freguesia em 1928
 
A casa da Torre
Esta casa e quinta da Torre segundo vários documentos consultados pode estar ligada a uma das mais nobres famílias do Norte de Portugal pois ela pertenceu ao Visconde de S. Paio dos Arcos
 Esta quinta e casa da Torre era em 1863 de Alexandre de Azevedo Araújo Gama e de sua esposa D. Maria Cândida de Vasconcelos que depois a venderam a ao Sr. José de Araújo Pereira, tinham estes herdado essa casa do Visconde de S. Paio dos Arcos.
 Nos últimos anos esta casa e quinta foi propriedade do Sr. António Brito e depois dos herdeiros deste, hoje esta casa da Torre foi adquirida por uma imobiliária quanto aos terrenos desta mesma quinta foram comprados por uma família de Rio de Moinhos
 
A Quinta de Rebelo
A quinta de Rebelo também ela pertenceu a uma altíssima Família Nobre e segundo apuramos era praticamente todo o actual lugar de Rebelo uma só propriedade e que pertencia ao Sr. António Luís da Costa Pereira de Vilhena Coutinho que era fidalgo da Casa Real cavaleiro professo da Ordem de Cristo e esposa D. Doroteia de Noronha Menezes Portugal da casa do Campo dos Touros em Braga
Há ainda no lugar da Breia
 Uma casa que pertencente ao Sr. José António Fernandes, esta casa em tempos remotos servia de pousada aos peregrinos dos Caminhos de S. Tiago e todos que por ali passavam com as carroças cavalos e feirantes era como um posto de repouso e abastecimento para Homens e Animais para recuperarem forças, no portal da entrada por onde rodas de carroças eram obrigadas a passar devido a entrada bastante estreita tem as pedras com cavidades profundas e muito trilhadas pelas mesmas rodas que eram de ferro
 O dito caminho da Breia que passa junto a casa e atravessa este lugar da Breia era a estrada Real n. 1 que depois de atravessar este lugar descia em direcção das ínsuas de fundões e ôla e depois voltava a subir em direcção de pogido até Arcos de Valdevez
<div style="LINE
publicado por minhaterralindaldeia às 15:29
link do post | comentar | favorito
|
2 comentários:
De Jofre Alves a 25 de Novembro de 2007 às 20:37
D. Vitoria Ventura Barbosa de Castro e D. Clara Maria de Araújo Figueiredo aqui citadas eram courenses, o que é verdadeiramente extraordinário. Visitei com agrado o blogue. Boa semana.


De minhaterralindaldeia a 25 de Novembro de 2007 às 21:04
Caro Jofre Alves obrigado pela informação não era defacto do meu conhecimento embora saiba que gentes nobres de Paredes de Coura e vice versa tem grandes raizes nos dois concelhos

ja agora aproveito para lhe informar que tenho visitado regularmente os seus blogs que me servem para tirar algumas informações para o meu programa Minha Terra Linda Aldeia na Valdevez que retrata actualmente as 21 freguesias de Paredes de Coura
Obrigado e boa semana


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Dezembro 2007

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1

2
3
4
5
6
7
8

9
10
11
12
13
14
15

16
17
18
19
20
21
22

23
24
25
26
27
28
29

30
31


.posts recentes

. Resenha Histórica de Azer...

. Resenha Historica de Arco...

. Resenha Historica de Arco...

. Resenha Histórica de Alvo...

. Resenha Historica de Agui...

. Resenha Historica de Aboi...

. Rio de Moinhos Junta de F...

. Rio de Moinhos Resenha Hi...

. Rio de Moinhos Resenha Hi...

. Rio de Moinhos Resenha Hi...

.arquivos

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

blogs SAPO

.subscrever feeds